Seguidores

sexta-feira, 15 de abril de 2011

Uma Noite Louca à Beira-Mar

Na praia nos conhecemos.
Ao brilho do luar,
Rolamos na areia,
Caímos no mar.
Inefável aquele momento.
Logo, de pegada, caí pra dentro.
Entre a areia e o mar
Nos atracamos; fui até o centro.
Extrapolamos noite afora!

Basta estarmos vivos, no agora,
O fogo das horas
Trazem cinzas que nos apavoram...
Eis que a lua deu lugar ao sol;
Lá se foi uma noite louca à beira-mar.
Homessa!
Ouvi a sua história tirana...

Programas S.A..
Isso mesmo,
Narcilene era uma meretriz
Travestida de grande atriz.
O seu nome, pra mim, é uma analogia real.

3 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Respeitável geólogo,
    interessante é a sua análise pontiaguda.
    Abs poéti
    cos!

    ResponderExcluir

Muitíssimo obrigado pela sua visita.