Seguidores

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Tempos Remotos

A um amigo do Leblon, Luis Alfredo M. da Costa 

                                         
Cá com meus botões:
Já estive em muitos lugares;
Até o centro da terra eu já fui,
Com e sem Júlio Verne...

Já cruzei tanto; tantos olhares...
Convivi com Loucos e ditos normais,
Já me vi em tantas situações,
Já me trajei de tolerante pra ser social.

Mas agora, aqui nesse boteco tive um “insight”...
Não por culpa dessa boa cachaça.
Tenho a sensação que nunca sai da mesma órbita...

Sou só mais  uma ilha plantada num oceano.
__ “Outra dose dupla, ‘ Olavo’, por obséquio.”
Que saudades das peripécias de tempos remotos.


8 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Este que foi o melhor dos presentes que já recebi em décadas. Minha resposta-retribuição virá quando a mão direita estiver acompanhando a esquerda. Somente com as duas funcionando é que consigo harmonizar e concatenar com a velocidade do pensamento. No interim, peço licença para abrir um Júlio Machado no menu dos meus Ditos Bem Ditos, onde postarei, entre outros, esse soneto mais que benvindo. Já ganhei de presente um alfa-romeo, rosas, uma árvore, mas.... um soneto... é demais. Sem falar da composição fotográfica, que sozinha já é um poema.

    ResponderExcluir
  3. Júlio,
    Continuando... sou ruim de sonetos, mas certamente vou compor um, e dos bons.
    Abs métricos repetitivos

    17 de outubro de 2011 15:14

    ResponderExcluir
  4. Meu grande ciber brother, amigo em espírito, eu fiquei hesitante em por o seu nome.Por isso só coloquei "A um amigo do Leblon". Visto que tinha dúvidas se você iria gostar.Ainda mais quando você não deu nenhum retorno, de imediato. Achei, depois, até que foi certa pretensão da minha parte em querer fazer uma análise hipotética do que literalmente desconheço da sua inavaliável vida e da sua nobre pessoa. De qualquer forma, a forma com que me dediquei a esse soneto, foi a base de meu mais sincero carinho, pode acreditar. Portanto, fico feliz que tenhas gostado. Mas confesso que gostaria de tê-lo feito ainda bem melhor. Porque eu sinto que você é merecedor.

    Qualquer mínima menção que você fizer da minha pessoa, será pra mim um motivo de muita felicidade. Ainda mais vinda de um potencial catedrático como você.

    espero que antes do seu aniversário, você esteja você esteja bem melhor. (será um belo presente, hein!)

    Um forte abraço meu amigo! (fico aqui torcendo por você).

    ResponderExcluir
  5. Caro júlio
    Fui ver detalhes da foto, através do link apontado por vc e, para meu espanto, era do Morro doo Chapéu, na Chapada Diamantina, mapeado por mim e pelo Hermes em 1974. Uááú!!!!!!!!!!!!
    Abs precambrianos

    ResponderExcluir
  6. Olha só que coisa mais estupenda. (Eu tinha 6 aninhos, nesta época)
    É meu caro, você tem boas histórias pra lembrar e contar.

    ResponderExcluir
  7. Meu caro amigo, que mancada minha! O seu aniversário já foi mês passado.
    Poxa, Me desculpe.
    Mas então,nunca é tarde pra lhe desejar: Fé'licidades, e muita saúde sempre!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  8. Júlio
    Não faço mais anos. Agradeço seu esquecimento
    Abs eternos

    ResponderExcluir

Muitíssimo obrigado pela sua visita.