Seguidores

segunda-feira, 12 de março de 2012

A vingança Triste e Cruel


Tem um grilo morando 
Dentro do meu ouvido esquerdo
Que não para de cricrilar.
Eu o chamo de Ovídio;
Em homenagem ao poeta latino Ovídio (43 a. C. – 16 d. C.).
No início, eu até que curtia.
Pois me dava à ideia
De que eu estava num campo verdejante
Em constante contato com a natureza.
Mas agora, eu estou de saco cheio
E me sentindo azucrinado
Com esse cricri danado!
Às vezes, tenho plena certeza
Que eu vou pirar!
Já fui em vários otorrinos,
Mas nenhum deles resolveu esse meu problema.
Por último, um deles me confessou
Que não seria possível retirá-lo;
Extirpá-lo; demovê-lo... (cruel notícia!)
O tal “doutorzinho” argumentou
Que seria uma cirurgia de risco fatal
Se eu tentasse arrancar
Esse miserável inseto ortóptero.
Disse-me que não restava
Outra alternativa a não ser
Aceitar esse cri-cri-lar.
E querendo me “consolar”,
Me disse num tom irônico
Que o considerável poeta Mário Quintana
Escreveu numa de suas poesias:
“Os grilos são os poetas mortos”.
E que decerto isso me traria
Doces inspirações.
Não acredito que esse otorrinolaringologista
De uma figa me disse isso!
Maldito o seja, junto com esse inquilino indesejável
Que, possivelmente, se alimenta de cerume!
Cerume... na verdade me faz lembrar
De estrume e estrume me faz lembrar
De suíno que por sua vez
Me faz lembrar de política.
Partindo desse princípio escatológico
E porcoliticamente incorreto,
Eu tive uma ideia:
Vou gravar um podre discurso político num CD
E depois reproduzí-lo incessantemente no meu ouvido,
Através de um fone de ouvido.
Aí quando o Ovídio escutar,
Esse podre discurso político, repetidamente,
Ele definitivamente vai se tocar que está
Morando num penico.
Logo, não vai gostar nadinha disso.
É isso aí, vou fazer do meu ouvido um penico!
Vai ser tiro e queda!
Com tanto blablablá político
Ele não resistirá!
Espero que eu resista...

PS: Ovídio morreu.
E foi expelido naturalmente
Para fora do meu ouvido.
No fim, coitado, até fiquei com peninha.
Porque ele morreu de uma morte
Que quase ninguém merece:
Sufocado por tanto ouvir merda.



Acesso em 12 março 2012

5 comentários:

  1. Adorei....


    E em homenagem ao Ovídio,
    vamos tendo um caso com o acaso....rs.


    beijo

    ResponderExcluir
  2. Muito bom e criativo!rsr
    Não esqueça: esses grilos detestam...
    Ginkgo biloba!

    abraços
    tais Luso

    ResponderExcluir
  3. OI AMIGO!
    ACHO QUE O OVÍDIO MORREU DE "POLÍTICA" É UMA NOVA DOENÇA CONTAGIOSA, VIRAL, QUE MATA MESMO...
    MUITA CRIATIVIDADE.
    ABRÇS
    Zilanicelia.blogspot.com
    Click AQUI

    ResponderExcluir
  4. Escatologia porcopoliticamente incorreto.
    Nunca ri tanto.Ainda bem que Ovidio morreu, meu irmão.
    Seu ouvido não é penico.rsrsrsrsrs.

    Muito criativo mesmo.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  5. Gostei da associação livre no meio do texto :D


    Podia colocar um fone com o Galvão Bueno entrevistando o Ricardo Teixeira também... ahhuahuaa

    ResponderExcluir

Muitíssimo obrigado pela sua visita.